segunda-feira, 31 de maio de 2010

Para além da espécie - Um projecto de desenvolvimento social IV

As actividades em curso

A realização do objectivo social torna-se ainda mais urgente devido a dois importantes aspectos de higiene pública:

- actualmente, a população felina e canina de São Vicente é mantida sob controlo mediante campanhas de abatimento com a estricnina dispostas pelo Município e actuadas pela Delegação do Ministério da Saúde. Além de ser um método bárbaro e impiedoso para os animais, o abatimento mediante iscas envenenadas, é também muito perigoso para as pessoas, sobretudo num País em que a vida se processa ao ar livre e as crianças brincam habitualmente na rua. Além disso, com o aumento da consciencialização da população para com o próprio direito à segurança e à sensibilidade para com os direitos dos animais, torna-se cada vez mais difícil para as autoridades, actuar esta forma de controlo.

- actualmente, não existe nenhuma normativa que regulamente a eliminação dos cadáveres dos animais mortos, pelo que são abandonados na rua, nos caixotes do lixo ou enterrados em qualquer lugar mesmo dentro dos centros habitados. Os que morreram na sequência das campanhas de abate são recolhidos ao amanhecer pelos camiões do lixo e levados para o aterro.

O esboço de protocolo de parceria já apresentada à Câmara Municipal da ilha contém, portanto, o pedido de uma progressiva substituição das campanhas de abate com as campanhas de esterilização, para as quais a SI MA BÔ oferece todo o próprio suporte logístico, veterinário e, nos limites das suas possibilidades, também económico. Além disso, solicita-se também um lote de terreno municipal para a criação de um cemitério para os animais.

O Ministério da Saúde já reconheceu amplamente o trabalho da Associação no campo da higiene pública, autorizando a compra de medicamentos junto do fornecedor por grosso da ilha e pondo à disposição dos veterinários voluntários um meio de transporte para chegar às outras aldeias da ilha.

Campanhas

- Desparasitação gratuita dos animais vadios e com proprietários indigentes, através do atendimento e o internamento na sede do Mindelo e intervenções na rua, principalmente no bairro da Ribeira Bote, onde a população canina e felina é muito numerosa também por causa da forte oposição da população às campanhas de abate, e na zona do mercado do peixe.

O objectivo destas intervenções é o de reduzir a infestação dos animais dos parasitas exteriores (tais como o ácaro da sarna e as carraças) e interiores (tais como os parasitas intestinais, entre os quais a ténia ou verme solitário) que podem causar grande sofrimento ao animal, além de representar um perigo para o homem.

- Sensibilização da população mindelense relativamente aos direitos dos animais e da salvaguarda do ambiente através de várias iniciativas tais como a projecção de desenhos animados nos jardins infantis e nas escolas, projecções de fotografias e a participação com os animais em várias actividades lúdicas.

- Incentivo à adopção dos animais vadios recuperados e esterilizados mediante
• concessão gratuita do tratamento veterinário em caso de doença ou acidente para todos os animais adoptados (já esterilizados);
• abertura ao público da sede-refúgio numa zona bastante central e facilmente acessível a pé por todos os bairros da cidade; isso permitirá às pessoas interessadas de se aproximarem dos animais de maneira “amena”, seguindo a recuperação e escolherem o animal que pretendem adoptar depois de ter sido tratado e esterilizado;
• campanhas nas escolas, em particular, na Escola Secundária José Augusto Pinto, onde está a decorrer um projecto com os alunos e os professores de biologia para o estudo das parasitoses no laboratório escolar.

- Esterilização dos animais vadios e com proprietários com dificuldades económicas. No primeiro ano de actividade da associação, foram esterilizados mais de 230 animais, tendo a maior parte deles proprietários, também porque as autoridades não manifestaram a vontade de poupar os animais esterilizados durante as campanhas de abate, nem se dotados de uma marca de reconhecimento. Mas é nossa clara intenção actuar campanhas de esterilização também dos cães vadios mal tivermos a certeza de os poder proteger.

Sem comentários:

Enviar um comentário